COMUNICADO


COMUNICADO

Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve, em especial, aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO

MUTIRÃO DA BIOMETRIA EM AGRESTINA

MUTIRÃO DA BIOMETRIA EM AGRESTINA
A Justiça Eleitoral informa aos eleitores de Agrestina que ainda não fizeram o seu recadastramento biométrico que, somente no período de 16/10/2017 a 15/12/2017, o atendimento será realizado sem necessidade de agendamento. Aproveite a última oportunidade do ano. O comparecimento é obrigatório para todos os eleitores, independentemente da idade, a fim de evitar o cancelamento do título de eleitor, problemas no CPF e bloqueio no recebimento de benefícios sociais como o Bolsa-Família, pensões e aposentadorias.

ACADEMIA UP FITNESS AGRESTINA

ACADEMIA UP FITNESS AGRESTINA

BARBEARIA TOK ESPECIAL EM AGRESTINA

BARBEARIA TOK ESPECIAL EM AGRESTINA

IVAN BEBIDAS EM AGRESTINA

IVAN BEBIDAS EM AGRESTINA

PHARMÁCIAS BOM JESUS

PHARMÁCIAS BOM JESUS

NOVA INTERNET A PIONEIRA EM AGRESTINA

NOVA INTERNET A PIONEIRA EM AGRESTINA

JACKSON CELL

JACKSON CELL

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

BORDADEIRA É VITIMA DE LATROCÍNIO EM GARANHUNS



Na manhã de hoje (02.02.17), uma mulher identificada como MARIA FERREIRA DE LIMA (Sula), 43 anos, que era bordadeira e  que residia na Rua Francisco Manoel da Silva,  Vila Lacerdópolis, Garanhuns, foi alvejada com 3 disparos de arma de fogo,  foi socorrida ao Hospital Regional Dom Moura em Garanhuns, mas não resistiu a  gravidade dos ferimentos e faleceu.
De acordo com as informações, 04 elementos,  sendo  3 homens e 01 mulher chegaram a casa da vítima e pediram para ver alguns trabalhos manuais (bordados), já dentro da casa anunciaram o assalto em seguida atiraram contra a bordadeira  fugindo em seguida, em um Fox de cor branca.





Após realizar diligências na área a policia conseguiu localizar a mulher apontada com suspeita de ter participado do homicídio, CINDY MARY DA SILVA NASCIMENTO, 21 anos, que reside no Conjunto Indiano em Garanhuns, foi detida e está sendo interrogada pela delegada Drª Maria das Graças Canuto.

O corpo da vitima foi encaminhado ao IML de Caruaru.  

No inicio deste ano a suspeita foi presa em Recife  com mais de 5 mil reais em cédulas falsas. 


RELEMBRE O CASO:

Na madrugada de hoje (06.01.17), policiais militares do 12° BPM,  efetuaram a prisão de CINDY MARY DA SILVA NASCIMENTO, 21 anos, residente em Garanhuns, após a  mesma utilizar uma cédula falsa de R$ 100,00 para efetuar um pagamento no Terminal Integrado de Passageiros - TIP no Curado.
A acusada que já foi presa por posse de substância entorpecente,  fez uma compra em uma lanchonete do terminal e pagou com uma cédula de R$ 100,00 o funcionário desconfiou dá autenticidade e acionou a PM, que localizou e deteve Cindy, ao realizar uma busca minuciosa no interior da bolsa dela, os policiais  encontraram a quantia de R$ 5.300,00 (cinco mil e trezentos) reais aparentemente ilegítimas.  
Em seu interrogatório a mesma informou que conheceu um detento que atualmente está cumprindo pena no sistema prisional do sertão, o qual lhe fez a proposta de se dirigir até Caruaru/PE,  onde ela encontrou  com um motoboy  o qual lhe entregou dois envelopes com R$ 10.000 (dez mil) reais em notas de R$ 100 (cem) reais falsificadas.
Após ter recebido as notas, CINDY MARY dirigiu-se  ao Terminal Integrado de Passageiros e entregou um dos  envelopes para   uma mulher (que afirmou desconhecer) com parte das notas falsas (R$ 4.700 – quatro mil e setecentos reais)  e em seguida entregaria  o restante das notas a um outro suspeito que cuidaria de repassá-las no comércio local.
Terminado os trabalhos ostensivos e tendo sido arrecadadas as notas, CINDY recebeu voz de prisão em flagrante e foi levada para a sede da Polícia Federal no Cais do Apolo-Recife/PE, onde, após ter sido informada dos seus direitos e garantias constitucionais acabou sendo autuada em flagrante pelo crime contido no artigo 289, § 1º do Código Penal – (adquirir moeda falsa), e caso seja condenada poderá pegar penas que variam de 3 a 12 anos de reclusão, além de multa.  Após a autuação, a presa realizou Exame de Corpo de Delito no IML – Instituto de Medicina Legal e em seguida será encaminhada para a audiência de custódia onde deverá comparecer diante da Justiça que decidirá pela sua prisão preventiva ou liberação para responder ao processo em liberdade. Caso seja ratificada a sua prisão, a Polícia Federal a encaminhará posteriormente para a Colônia Penal Feminina, onde ficará à disposição da Justiça Federal/PE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.