COMUNICADO


COMUNICADO

Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve, em especial, aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO

COMUNICADO DA JUSTIÇA ELEITORAL AOS ELEITORES DE AGRESTINA

COMUNICADO DA JUSTIÇA ELEITORAL AOS ELEITORES DE AGRESTINA
A Justiça Eleitoral informa aos eleitores de Agrestina que se encontra em fase final a Revisão Biométrica do Eleitorado. Não deixe para a última hora. O comparecimento é obrigatório para todos os eleitores, independentemente da idade, a fim de evitar o cancelamento do título de eleitor e do CPF, ocasionando o bloqueio no recebimento de benefícios sociais como o Bolsa-Família, pensões e aposentadorias. Procure o Cartório Eleitoral para regularizar sua situação.

ACADEMIA UP FITNESS AGRESTINA

ACADEMIA UP FITNESS AGRESTINA

BARBEARIA TOK ESPECIAL EM AGRESTINA

BARBEARIA TOK ESPECIAL EM AGRESTINA

IVAN BEBIDAS EM AGRESTINA

IVAN BEBIDAS EM AGRESTINA

PHARMÁCIAS BOM JESUS

PHARMÁCIAS BOM JESUS

NOVA INTERNET A PIONEIRA EM AGRESTINA

NOVA INTERNET A PIONEIRA EM AGRESTINA

JACKSON CELL

JACKSON CELL

domingo, 5 de fevereiro de 2017

JOVEM ASSASSINADO NO BAIRRO DO CEDRO ERA DOENTE MENTAL




Foi identificado na manhã deste domingo (05) no IML, o corpo do jovem que foi assassinado na madrugada deste sábado (04) em frente a Madeireira Asa Branca, na Avenida José Carlos Coutinho, no bairro do Cedro, a vítima, Álvaro Gabriel Ferreira de Souza, de 17 anos, eu morava na Rua Professora Maria Vitorino, no bairro Centenário.



A mãe do jovem, Márcia Cristina, disse que o filho tinha problemas mentais e que apesar dele ser agressivo não conseguiu interná-lo e o mesmo saiu de casa na noite da sexta-feira e foi para no Cedro onde foi assassinado, possivelmente por ter se desentendido com alguém.

A advogada Dra. Emanuela Magalhães, disse que estava tentando internar o rapaz há mais de um ano e que devido a burocracia ainda não havia conseguido e que o jovem apesar de ser agressivo ninguém mexia com ele no Centenário, no entanto alguém o matou por não imaginar que ele fosse doente mental.


O corpo do jovem já foi liberado do IML para ser sepultado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.