COMUNICADO


COMUNICADO

Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve, em especial, aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO

INFORME O PARADEIRO DESTA MOTO E SERÁ GRATIFICADO.

INFORME O PARADEIRO DESTA MOTO E SERÁ GRATIFICADO.
Foi tomada de assalto no sitio Riachão, em Agrestina. Uma moto Honda Titan, de cor Preta e placas; PGQ-1422 de Xexeu, durante o assalto também foram levados dois aparelhos celulares. Se você souber do paradeiro desta motocicleta entre em contato por este telefone; (081), 994907384 que será bem gratificado.

PERCA PESO TOMANDO CAFÉ

PERCA PESO TOMANDO CAFÉ

MUTIRÃO DA BIOMETRIA EM AGRESTINA

MUTIRÃO DA BIOMETRIA EM AGRESTINA
A Justiça Eleitoral informa aos eleitores de Agrestina que ainda não fizeram o seu recadastramento biométrico que, somente no período de 16/10/2017 a 15/12/2017, o atendimento será realizado sem necessidade de agendamento. Aproveite a última oportunidade do ano. O comparecimento é obrigatório para todos os eleitores, independentemente da idade, a fim de evitar o cancelamento do título de eleitor, problemas no CPF e bloqueio no recebimento de benefícios sociais como o Bolsa-Família, pensões e aposentadorias.

ACADEMIA UP FITNESS AGRESTINA

ACADEMIA UP FITNESS AGRESTINA

BARBEARIA TOK ESPECIAL EM AGRESTINA

BARBEARIA TOK ESPECIAL EM AGRESTINA

IVAN BEBIDAS EM AGRESTINA

IVAN BEBIDAS EM AGRESTINA

PHARMÁCIAS BOM JESUS

PHARMÁCIAS BOM JESUS

NOVA INTERNET A PIONEIRA EM AGRESTINA

NOVA INTERNET A PIONEIRA EM AGRESTINA

JACKSON CELL

JACKSON CELL

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

Deputado e vereador trocam socos na Paraíba

Um depoimento que o deputado federal André Amaral (PMDB-PB) prestava na Câmara Municipal de Bayeux, na Grande João Pessoa, em Paraíba, foi interrompido depois que o parlamentar se levantou da cadeira e agrediu com socos o vereador Roberto da Silva (Podemos), o Betinho da RS. Amaral era ouvido como testemunha de acusação no processo de cassação do prefeito interino Luiz Antônio Alvino (PSDB), investigado por denúncia de corrupção. Após a agressão, o vereador deixou a sessão e se dirigiu à Polícia Civil para registrar queixa contra o deputado por lesões corporais. Ele passou por exame de corpo de delito.
Um vídeo divulgado em redes sociais mostra o momento em que Amaral se levanta e parte para cima do vereador desferindo socos. Em vídeo postado numa rede social, Amaral diz que reagiu aos ataques do vereador “em defesa da honra” e acusou Betinho de ser “capacho” do prefeito. “Quando eu cheguei na Câmara, ele disse que eu era deputado meia-tigela e que tinha capangas. Eu defendi a minha honra”, alegou. Já o vereador alegou ter sido “atacado covardemente” quando exercia sua função como membro da comissão processante.
Hoje, Betinho protocolou na Câmara pedido de anulação do depoimento do deputado. “Jamais poderia imaginar que seria agredido daquela forma, dentro de minha própria casa, no exercício do meu mandato”, disse. O vereador informou que vai encaminhar as imagens da agressão e a ata da sessão para o Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, para que sejam tomadas as “medidas cabíveis contra o agressor”.
O prefeito interino de Bayeux assumiu o cargo após o prefeito eleito Berg Lima (sem partido) ter sido preso, em julho de 2017, ao ser flagrado em vídeo pedindo pagamento de propina para um fornecedor da prefeitura. Ele foi solto em novembro, mas continua afastado do cargo.
Um depoimento que o deputado federal André Amaral (PMDB-PB) prestava na Câmara Municipal de Bayeux, na Grande João Pessoa, em Paraíba, foi interrompido depois que o parlamentar se levantou da cadeira e agrediu com socos o vereador Roberto da Silva (Podemos), o Betinho da RS. Amaral era ouvido como testemunha de acusação no processo de cassação do prefeito interino Luiz Antônio Alvino (PSDB), investigado por denúncia de corrupção. Após a agressão, o vereador deixou a sessão e se dirigiu à Polícia Civil para registrar queixa contra o deputado por lesões corporais. Ele passou por exame de corpo de delito.
Um vídeo divulgado em redes sociais mostra o momento em que Amaral se levanta e parte para cima do vereador desferindo socos. Em vídeo postado numa rede social, Amaral diz que reagiu aos ataques do vereador “em defesa da honra” e acusou Betinho de ser “capacho” do prefeito. “Quando eu cheguei na Câmara, ele disse que eu era deputado meia-tigela e que tinha capangas. Eu defendi a minha honra”, alegou. Já o vereador alegou ter sido “atacado covardemente” quando exercia sua função como membro da comissão processante.
Hoje, Betinho protocolou na Câmara pedido de anulação do depoimento do deputado. “Jamais poderia imaginar que seria agredido daquela forma, dentro de minha própria casa, no exercício do meu mandato”, disse. O vereador informou que vai encaminhar as imagens da agressão e a ata da sessão para o Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, para que sejam tomadas as “medidas cabíveis contra o agressor”.
O prefeito interino de Bayeux assumiu o cargo após o prefeito eleito Berg Lima (sem partido) ter sido preso, em julho de 2017, ao ser flagrado em vídeo pedindo pagamento de propina para um fornecedor da prefeitura. Ele foi solto em novembro, mas continua afastado do cargo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.